Siga-me no Facebook Siga-me no Instagram Siga-me no Twitter Siga-me no YouTube
O antissocial. | Site oficial de Nuno Nepomuceno.

O antissocial.


Por motivos que prefiro manter privados, coloquei a forma como faço a gestão das minhas redes sociais e o conteúdo/
design do meu site oficial sob o escrutínio de profissionais da área. Os resultados não poderiam ser mais desanimadores, uma vez que, de acordo com essas pessoas, estou a fazer (quase) tudo mal. O site não gera tráfego além daquele que vai diretamente à minha procura e as entradas que faço no Facebook, Instagram e afins aparentam não ter uma estratégia por trás.

Estas observações não deixam de ter a sua pertinência. Sou um escritor, não uma estrela
pop. Portanto, não se pode esperar uma grande legião de seguidores (a menos que compre pacotes de likes, coisa que prefiro não fazer) e, como eu referi na reunião, eu posso não ter muitas pessoas comigo, mas as que tenho são fiéis, compram os livros e interagem. Por outro lado, quando me comparo com outros colegas que, ao que me parece, têm resultados inferiores aos meus nas livrarias, mas são efetivamente mais populares nas redes sociais, não deixo de admitir que a conclusão foi bem tirada. Eu ando mesmo a fazer algo de errado.

Já antes aqui escrevi sobre isto, acerca do muito que posso ter para dizer/ partilhar e que, todavia, escolho não tornar público. Tenho uma opinião sobre o que se passa à minha volta. A minha vida é uma complicação tão grande, que dava uma novela em pequenos capítulos no Twitter. E almoço, vou à praia, entre outras muitas coisas que poderia mostrar. Mas será que é mesmo isto que as pessoas querem? Há uma necessidade de ver assim tanto de mim?

blog comments powered by Disqus